sábado, 25 de setembro de 2010

Filmes (#41)


At last (e é como quem diz ontem) vi o "Sex and The City 2". Não me lembro das críticas que lhe foram feitas, se era melhor ou pior do que o primeiro, se tinha a mesma linha que a série and so on, so on...
Adorei. Tudo. Foi (quase sempre) uma risota perdida do principio ao fim. De NY (suspiro) desde o casamento dos melhores amigos das melhores amigas, das aventuras e do glamour a que já nos habituaram até ao anos 80, quando Carrie chega à cidade e conta como conheceu cada uma das amigas (hilariante). De Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, onde de princesas americanas passam a rainhas do Oriente.
A marca "Sex and the City" nunca pretendeu outra coisa senão fazer-nos sonhar, rir e passar umas horas a imaginar como seria perfeito passear por solo americano com uns Manolo nos pés (já que a calçada portuguesa não foi propriamente feita para saltos altos). Pelo meio e não faria sentido se assim não fosse, todas as questões, dúvidas, alegrias e crises femininas.
Para nós e sobre nós. Sobre o nosso happy end, seja ele qual for.

2 comentários:

Miranda disse...

desligando das criticas, q possam ou não fazer sentido, ver este sonho faz-nos ver o mundo cor-de-rosa. e é tão bom. acho q não há nada como a essência happy de um filme.

parabéns pelo teu espaço*

um bj,
fashionmarketslove.blogspot.com
mirandastyleatbreakfast.blogspot.com

Malinha viajante disse...

Miranda: Bigada, welcome!

ps- Já passei pelo teu segundo blog e adorei, faltam blogs portugueses assim...keep going ;)