sábado, 26 de junho de 2010

Haruki Murakami

A primeira vez que o tentei ler (o ano passado), não passei do terceiro capítulo da "Rapariga que inventou um sonho". Não gostei do livro, não me identifiquei minimamente com as histórias. Confesso que quando me dizem que o autor tem um estilo muito kafkiano torço sempre o nariz. Mas foi por essa razão que uma colega me recomendou, por eu gostar de Kafka. Talvez seja pelas histórias bizarras e extravagantes em que se possam identificar. Talvez não tenha escolhido o melhor.
Por isso vou dar uma segunda oportunidade e em terminando o que está na mesinha de cabeceira o "Dança, dança, dança" ocupará o seu lugar.
Tenho também muita curiosidade sobre o "Kafka à beira-mar". Por razões óbvias, quiça não descubra aqui o verdadeiro sentido de tais afirmações.
Aguardemos notícias nos próximos posts.

12 comentários:

Just Me...S disse...

Pois...tb não me parece o meu tipo de escrita, por isso nunca arrisquei comprar nenhum...

Beijoca doce

Malinha viajante disse...

Também não comprei nenhum, o primeiro foi emprestado assim como este.
;)

Poetic GIRL disse...

Ele realmente tem uma maneira de escrever muito peculiar. Pessoalmente adorei o kafka à beira mar... e já li as crónicas do pássaro de corda, mas continuo a preferir o primeiro... bjs

Ana disse...

Também comecei a ler a "Rapariga que inventou um sonho" e nem cheguei ao terceiro capítulo. Não é, definitivamente, o tipo de escrita/leitura que gosto.

J.J. disse...

Aguardo :)

Carla disse...

Aguardo a tua crítica,já que também tentei ler e não gostei!

sakura disse...

É um autor que suscita opiniões de extremos...ou se gosta ou se detesta. Eu gosto imenso, habituei-me ao seu tipo de escrita fantasioso, em que muitas coisas simplesmente não fazem sentido :)

Bjinhos***

PKB disse...

O primeiro livro dele que li foi "a sul da fronteira a oeste do sol" é muito bom. O Haruki Murakami tem é sempre um véu de mistério nas histórias dele... é preciso contar com isso. Outro livro dele que li foi o "after dark - os passageiros da noite". Também bom. Também com os véus de mistério. Estou agora a branços com "A rapariga que inventou um sonho"... mas não vou desistir! Queria muito ler o "Kafka à beira mar", mas ainda não o consegui encontar =0) Beijinhos!

Malinha viajante disse...

Ana: Pode ser que com este mude de opinião, quiça...
Bem-vinda ao estaminé ;)

PKB: Gabo-te a paciência, mas nesse não pego mais, não gostei mesmo.
O "Kafka à beira-mar" sim tenho muita curiosidade (como escrevi no post) qualquer dia também lhe pego ;)

Rufina disse...

olá, Já li quase todos os livros do Haruki Murakami traduzidos para Português. O da Rapariga que inventou um sonho não gostei muito, mas os outros adorei. Recomendo vivamente o Sputnik meu aamor, que é diferente de todos os outros que já li. É mesmo muito bonito e é pequenino e deve dar para fazer "as pazes" com Murakami. Outro que adorei, talvez um nadinha mais do que o Kafka, foi esse da "dança", muito bonito. Dá-lhe uma segunda oportunidade, e se gostares lê o Sputink.
Carla

Malinha viajante disse...

Rufina: Bigada pelo comment, é mais ou menos esse percurso que quero fazer caso goste do "Dance, dance, dance"
;)

Welcome, by the way!
;)

Cat disse...

Se calhar confundiram-se e disseram-te que tinha um estilo Kafkiano por ter um livro cujo título tem a palavra "Kafka" :P

Não li nenhum deste senhor mas Kafka, o original, é grande! Por isso não brinquem, meus amigos! :P