segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Filmes (#22)

Não sendo grande fã de punk rock e em especial dos Joy Divison (banda mítica britânica dos anos 70), arrisquei ver este filme-biografia do vocalista da mesma, Ian Curtis.
Igualmente a preto e branco (pura coincidência com o do post abaixo), conta com a brilhante prestação de Sam Ridley como protagonista. Tão brilhante que não conhecendo praticamente nada sobre Ian é incrível não só as parecenças físicas entre ambos, como as actuações do filme parecem na realidade as do próprio cantor.
Baseado em testemunhos e na obra "Touching from a distance", a história de vida deste tipo alto e esquisito, como era conhecido, tocou-me de uma forma quase sufocante. É impossível não querer entrar ecrã adentro e mudar o rumo de Ian. É impossível não viver o sofrimento porque passava, lutando diariamente contra a epilepsia, as pressões e o sucesso repentino da banda, o coração divido entre duas mulheres, levando-o a pôr termo à vida com apenas 23 anos. Uma curta e angustiante existência para um grande, gigantesco talento.

16 comentários:

L'Enfant Terrible disse...

Curiosamente não gostava/ligava muito aos Joy Division até ver esse filme!Por vezes é preciso ouvir as coisas à segunda para se gostar!

PS: Joy Division não é Punk Rock, tem uma influência clara, mas inclui-se mais na chamada New Wave, a música alternativa pós-punk dos finais dos 70's inicio dos 80's, que expressa um pop original pela referência punk, tal como os Blondie, os Knack, ficher-Z, Cars, a-ah, etc, etc.

Malinha viajante disse...

Enfant: Embora no filme se destaquem algumas, o filme é principalmente a vida do Ian Curtis. Não podemos dissociar as duas (claro) não retrata o percurso da banda,mas da vida do cantor. Não fiquei a gostar mais da banda, mas amei o filme ;)

Ps- Punk rock é mais claro para todos, se escrevesse os "palavrões" (ehehe) que citaste havia muita gente a perguntar o que era!
;P

Just Me...S disse...

Naaaaa...não me puxa...sorry

Beijoca doce

Mariana disse...

nc vi este filme

bj

Just Me...S disse...

Desafio no meu bloguinho

Beijoca

paula'maria disse...

Inspirada pelo espírito Natalício e pelas grandes festividades que se aproximam, tenho o prazer de oferecer aos leitores do dezperada, juntamente com a Oriflame, um conjunto de beleza Skindividual - Preserve your skin's natural beauty individually -. Para concorrer basta que deixem um comentário e tornarem-se seguidores do dezperada.

Este passatempo termina na próxima segunda-feira, dia 14 de Dezembro. A escolha do vencedor vai ser aleatória (através do site random.org).

Renata disse...

Como é que eu Venero Joy Division e nunca vi este filme?! OH -.-
Boa recomendação!

Beijo*

Carla disse...

Deixou-me curiosa :) mas desconhecia o filme... BJS**

Malinha viajante disse...

Renata: Tens mesmo que ver ;) Aconselho-te também o "24hour party people" dentro do mesmo género!

Cat disse...

Quando é que a querida faz um Home Cinema de um filme que eu conheça, para poder dar a minha opinião? :P

[ Estou a brincar, gosto assim, guardo as sugestões :) ]

Olhos Dourados disse...

Não conheço esse.

▒▓█► JOTA ◄█▓▒ disse...

ººº
Ola malinha viajante, td bem

Passei p'ra deixar um cheirinho

Anjo De Cor disse...

É o tipo de filme que a primeira vista nada me diz... mas contado por ti até desperta alguma curiosidade ;)
Beijinhos*

Anónimo disse...

Sou fã da banda e vi o filme,é mesmo muito bom!Boa sugestão,como sempre!!
*Beijinhos*

Ziggy disse...

Um dos meus filmes preferidos. Já era fã da banda graças ao meu padrasto.

Ziggy disse...

Um dos meus filmes preferidos. Já era fã da banda graças ao meu padrasto.