sexta-feira, 3 de julho de 2009

Are you talking to me...stranger?

Desconhecidos. Damos de caras, cruzamo-nos com eles todos os dias. Basta sairmos de casa e eles lá estão à nossa espera. Como sempre nos ensinam desde pequenos “Não fales com estranhos. Não abras a porta a estranhos.” Mas houve alguém que discordou e disse “Os desconhecidos são apenas amigos que não conhecemos”. E tal como os nossos amigos, ele há bons e maus.
Falar com alguém que não se faz a mínima ideia de quem seja, pode não ser assim tão mau. Quantos conhecimentos não travámos já nós ao longo da nossa vida com desconhecidos? E provavelmente se tivéssemos seguido à risca essa máxima, quantas pessoas fantásticas não teríamos conhecido? Pessoa do mais desconfiada e sempre com um pezinho atrás que há, sim sou eu mesma! Mas apesar disso também já falei com estranhos. Não os convidei para virem a minha casa. Nem tão pouco lhes dei assim do pé para mão o meu email ou o meu número de telefone. Mas posso afirmar que pelo menos duas pessoas que surgiram assim do nada na minha vidinha são hoje dois grandes amigos. E daquelas amizades para a vida, daquelas que qualquer coisa deixam tudo para trás e vêm ter comigo. Às vezes penso que se lhes tivesse virado a cara, como até faço a 95% dos estranhos que se aproximam de mim, teria perdido o contacto e a amizade de dois dos meus melhores amigos. E que de entre a enorme quantidade de gente que ignoro todos os dias poderia encontrar mais pessoas assim. O problema é pensar que também posso encontrar o outro lado. Os lobos e as lobas que por aí andam vestidos de cordeirinhos. Mas é mais que óbvio que nunca vamos saber, porque de cada vez que lhes damos para trás fechamos uma porta. Boa ou má.
E desse lado, contam com boas ou más experiências com desconhecidos?

16 comentários:

Hyndra disse...

Olha no que me toca estou sempre a dizer: "Há estranhos que aparecem só para nos fazer sorrir". Tenho tido muito boas experiências com estranhos, daqueles com quem falamos brevemente nos mais variados contextos e que dizem ou fazem coisas que nos deixam a sorrir quando vamos embora. Muito bom! :-D

_Malinha viajante disse...

Hyndra: Claro não esquecer esses desconhecidos que vão aparecendo casualmente para nos alegrar!!

:))

Renata disse...

Gosto da foto, porque me faz lembrar The O.C., que por sinal eu AMO ...
E quanto ao teor do artigo, nem sei bem, existem opiniões para todos os gostos, eu cá acho que é conforme as circusntâncias, a atitude... não sei, o instinto também, existe sempre qualquer coisa dentro de nós, que nos diz se aquela pessoa é ou não de confiança (isto não invalida que não erremos) enfim...
Eu cá tenho um grande amigo, que também era desconhecido e não me passa pela cabeça não o ter conhecido : )
Um BEIJO*

Ana M. disse...

_malinha já vi de tudo, já me arrependi de não virar a cara e de virar a cara.

muitas vezes devemos deixar-nos levar pela intuição.

beijinho e bom fim de semana

_Malinha viajante disse...

Renata: Junta-te ao clube OC FANS!!:)) O instinto é fundamental mas não invalida erros sem dúvida!! ;P

Carla disse...

Nunca sabemos quando devemos ou não virar a cara... Há de tudo!

Mariane disse...

Tem uma simples homenagem para todos os blogueiros que visitam o Compartilhando Leituras! Quando tiver um tempinho passe lá para conferir!!!

;)

▒▓█► JOTA ENE ® disse...

**//**

Belo texto. Corroboro totalmente.

Bjoo_________fotografado!

Hermione disse...

é verdade, é dificil confiar em que nao conhecemos, mas por vezes podemos ter boas surpresas :)
*

ZaniNE disse...

É como tu dizes, desde que não entreguemos logo os contactos e morada... dando tempo para conhecermos e avaliarmos o carácter, é sempre uma oportunidade de conhecermos gente interessante!

Beijoquinha.

Anjo De Cor disse...

Há de tudo... depende ser for dia de boa ou má sorte... convém arriscar para saber a resposta ;D
Bjs*

Just Me...S disse...

Uma coisa é certa...se não falássemos com desconhecidos, hoje em dia não conheceriamos ninguem, certo???

Experiencias boas com todos aqueles que permanecem meus amigos e marido loool
Experiencias más...claro que sim...tenho uma que tento esquecer.

beijoca doce

disse...

É como dizes Malinha...há bons e maus, há os que nos fazem sorrir e os que nos fazem chorar, os que tocam as nossas vidas e os que gostaríamos de nunca ter visto...

Olhos Dourados disse...

Bem, eu já tive os dois lados da moeda também!

Esterilização Obrigatória disse...

Se gosta do seu animal de estimação esterilize-o por favor, o Controle Populacional é muito importante.
Mais informações em: http://esterilizacao-o.blogspot.com/

Swadharma disse...

Depende dos desconhecidos =D lol
Mas por norma... não falo com desconhecidos. Admito que, por influência de ensinamentos Orientais, se um desconhecido me abordar os meus primeiros pensamentos são:"Para onde posso fugir" e "Se ele me tentar atacar, com e onde que lhe posso bater"
=D Lol

Beijo*