quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

(Quase) Fada do lar


Eu até sou prendada, mas em casa não me peçam para fazer 2 coisinhas:
1) Cozinhar (porque há uma probabilidade de 90% de a comida passar a um grau não comestível);
2) Passar a ferro camisas (sim é um verdadeiro quebra-cabeças…parece que estou a montar um puzzle…:( )

Cada vez que estou a passar a ferro, olho para o cesto e vejo as minhas camisinhas…pronto é certo que demoro mais tempo do que a passar o resto da roupa (e já incluídos toalhas, lençóis, etc etc) e acreditem parece que lhes passou um ferro meio alcoolizado por cima!

Quando eu tinha 11,12 anos, naquela altura em que queremos ajudar e aprender a fazer tudo, a minha avó ensinou-me esta fantástica lide doméstica. Comecei por passar as coisas mais simples e pequenas…que foram os lenços do meu avô! Verdade, verdadinha…isto porque ele não usa os de papel mas aqueles de pano que se usavam antigamente (eu pessoalmente até acho que dá outro charme…). E pouco a pouco fui aprendendo o resto…menos a atinar com as camisas lá está.

Por isso, hoje, elas que já conhecem este caminho de trás para a frente e de frente para trás, vão enfiar-se no carro para casa da avó e recuperar o aspecto normal.

12 comentários:

DANTE disse...

Lol a quem o dizes , eu gosto tanto de passar camisas que pura e simplesmente não uso tal peça!Devo ter tres e são de verão. Camisolas é que é! lolololol

Jokas :)

Andreia do Flautim disse...

Olha, somos duas!!

Eu disse...

LOL
Tambem detesto passar as camisas, fico ali montes de tempo até que fiquem como deve de ser xD
Ya eu tenho que pensar muito, eu já vivi lá, aliás nasci lá, mas depois regressei a Portugal com os meus pais, e agora não sei mesmo se vou ou não mas é uma boa oportunidade :S
Obrigada pela opinião (:
Beijinhos*

CãoSarnento disse...

Fazer comer é a minha especialidade. Aprendi quando a "cozinheira" da casa esteve hospitalizada e eu fiquei envergonhado por ter de comer em casa de uns e de outros. A partir daí, fui promovido a cozinheiro.
Agora passar a ferro é que nunca experimentei. Quer dizer... experimentar já experimentei mas é uma tarefa pouco aliciante. Prefiro aspirar e até mesmo usar a esfregona, de vez em quando, mas passar a ferro, dispenso.
Bjs.

Yuuko-sama disse...

olha q moça prendada
acabei de voltar

susana disse...

olha alguém que tem a tendência para cozinhar esturricados! eheheheh! Se bem que estou bem melhor! Pois engomar... eu até gosto... mas agor apercebo porque é que a minha mãe tripava com as minhas camisas cheias de belos e chatos pormenores:P
beijinho
su

_Malinha viajante disse...

Dante: Pois às vezes nem dá mesmo vontade de usar...só depois o trabalho para as passar!!:P

Andreia: Junta-te ao clube!!

Eu: Exactamente!!
Quanto ao outro assunto eu já te respondo no teu blog oki?:P

Cão Sarnento: é que não tenho mesmo jeitinho...pronto coitada de mim...mas para cozinhar a maior parte das vezes é uma desgraça!! O resto até gosto...aspirar, limpar o pó...no problem!!:)

Yuuko: Weeeeee!!!:)
Que tal correram os exames?

Susana: Esturricados não...até hoje nunca deixei queimar nada!! O problema é o sabor da comida...enfim...
Pois acredita...camisas levo para a vovó...ahahahah

Inês Brito disse...

Ri-me tanto, mas tanto com a parte do ferro alcoolizado!

Bj,
(i)

Rafeiro Perfumado disse...

Isso era coisa para se resolver com um curso de formação, não achas? E com que então usar lenços de pano é coisa de velho... (assobiando enquanto olha para o bolso)

Beijoca!

_Malinha viajante disse...

Inês: Acredita...acho que o ferro nem sabe para que lado se há-de virar!!lolol

Rafeiro: Sim talvez um curso de culinária...quando tiver pachorra e tempo quizás!!:P
Acho que não leste bem...eu disse que até achava que dava outro charme...logo até nem acho nada mal!!:))

Yuuko-sama disse...

sim sim deu tudo certinhu sim
mas tipo, eu ainda tenhu prova mes q vem
*nervosa*

Skywalker disse...

Pois é... eu não me preocupo com essas coisas , prefiro ser eu a cozinhar, assim tenho a cereteza de que a comida fica deliciosa. Quanto às camisas... Fui obrigado a aprender porque ninguem mas conseguia passar sem deixar vincos.

Beijokas